‘Cafarnaum’ estreia 7 de fevereiro

0

Realizado por Nadine Labaki e com atores não profissionais, ‘Cafarnaum’ está nomeado ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro, sendo a primeira vez que uma mulher árabe está na corrida aos Prémios da Academia nesta categoria.

O filme, com uma forte mensagem política, conta a história de Zain (Zain Al Rafeea) que, aos 12 anos, leva uma vida dura cheio de responsabilidades. Tendo como pano de fundo a crescente crise de refugiados no Oriente Médio, ‘Cafarnaum’ acompanha este menino libanês que processa os seus pais por terem filhos sem terem condições para os criar. A luta deste rapaz maltratado, cujos pais não assumem a totalidade das suas responsabilidades, faz assim eco do grito dos que são negligenciados pelo sistema.

‘Cafarnaum’, que num francês mais literário é usado para nomear uma situação de caos e milagres, foi bastante aclamado pela critica internacional tendo sido nomeado para dezenas de prémios para além dos Óscares, tendo ganho, entre outros, o Prémio do Júri do Festival de Cannes, onde foi aplaudido por 15 minutos na sua sessão de apresentação em maio do ano passado.

É a segunda vez que um filme libanês é nomeado a um Óscar de melhor filme estrangeiro depois de, no ano passado, ‘O Insulto’ de Ziad Doueiri (2017) ter conseguido a mesma proeza.

Sinopse

Uma história cheia de significado político, apresentando atores não profissionais, sobre uma criança libanesa de 12 anos que põe um processo judicial contra os seus pais. Filme vencedor do Prémio do Júri no Festival de Cinema de Cannes 2018. Nomeado ao Óscar de Melhor Filme Estrangeiro 2019.

//Flagra

Artigos Relacionados

Sê o(a) primeiro(a) a comentar

Veja também

Carlos Areia vítima de fraude

Ator viu-se envolvido em esquema fraudulento e teve de apresentar queixa nas autoridades Carlos Areia viu o seu nome envolvido em esquema fraudulento, avança o ...