A história do golfe retratada em filme | ‘Um Jogo de Honra’ estreia a 13 de julho

0

Baseado numa história verídica, ‘Um Jogo de Honra’, que conta a biografia de Tommy Morris, o primeiro profissional de golfe da História, estreia nos cinemas nacionais a 13 de julho, numa parceria com a Federação Portuguesa de Golfe.

‘Um Jogo de Honra’ é baseado na emocionante história verídica da relação familiar conturbada entre o “velho” Tom Morris e o “jovem” Tommy Morris, a dupla responsável pelo nascimento do golfe moderno. À medida que a sua fama cresce exponencialmente, Tom e Tommy veem as suas vidas pessoais afetadas pela tragédia.

Totalmente filmado em St. Andrews, Escócia, a referência dos campos de golfe, ‘Um Jogo de Honra’ conta com Jack Lowden (‘Negação’, ‘Guerra e Paz’) no papel de Tommy Morris e Peter Mullan (‘Braveheart’) no papel do pai, Tom Morris, e ainda Sam Neill (‘Parque Jurássico’), Ophelia Lovibond (‘Guardiões da Galáxia’), entre outros.

‘Um Jogo de Honra’ é realizado por Jason Connery (filho do ator Sean Connery).

Sinopse

Passado em St. Andrews, na Escócia, durante a rígida era vitoriana, a história começa em 1866 quando Tommy Morris (Jack Lowden), um jovem de 15 anos, vai para um campo de golfe com o pai, Tom Morris (Peter Mullan).

Lenda viva, “Old Tom” é o green keeper do campo de golfe Royal & Ancient Golf Club of St. Andrews, onde estabeleceu a volta convencional de 18 buracos; é também o melhor fabricante de tacos e bolas da cidade; e é tricampeão do primeiro Major de golfe, o The Open Championship (British Open), fundado por ele em 1860. Tom Morris tem o lugar na história deste jogo secular garantido, mas Tommy virá a suplantá-lo, conseguindo o prémio do Open, o Championship Belt (Cinto do Campeonato), ainda na adolescência (ganhando três vezes seguidas). A sua fama de “afoito jovem do golfe” atrai multidões de espectadores ao desporto, e faz dele o primeiro profissional itinerante.

Apesar da sua paixão em comum, pai e filho têm desentendimentos contínuos devido às regras de classe social implícitas, que culminam com o casamento de Tommy com uma mulher de estatuto social inferior, cujo passado encerra um segredo vergonhoso.

A adorada mulher de Tommy, MEG (Ophelia Lovibond) tem um papel central no clímax desta história verídica, quando um julgamento erróneo fatal de Tom priva Tommy de tudo o que lhe é querido. Das cinzas dessa escolha fatídica, Old Tom assume uma missão que virá ocupá-lo nas últimas décadas da sua vida: prestar homenagem a Tommy.

Artigos Relacionados

Sê o(a) primeiro(a) a comentar

Veja também

Agir casou esta sexta

Agir casou esta sexta-feira O cantor deu o nó com Catarina Gama, de quem estava noivo desde novembro do ano passado. O casamento teve lugar ...