iPad e iPhone ganham capas artesanais e inovadoras made in Portugal

1

Porque o nacional é bom! Foi a partir desta ideia que surgiu a VirguCase, uma marca portuguesa de capas para iPad e iPhone que aposta na qualidade artesanal e na inovação. A primeira colecção da empresa vai ser lançada oficialmente nesta sexta-feira, 10 de Outubro, no Mercado da Saudade, em Braga.

O criador da marca, Artur Azevedo, um empreendedor de Arcos de Valdevez, explica ao Flagra.pt que achou que Portugal também podia dar ao mundo acessórios para iPad e iPhone “com excelente qualidade“.

A ideia é competir com produtos que custam mais do dobro do preço“, afiança Artur Azevedo, frisando que a marca não tem como concorrência os “produtos asiáticos feitos com mão de obra barata“. Com preços que vão desde os 49 euros aos 89 euros, estas capas são “competitivas” num sector mais diferenciado que privilegia a qualidade, garante.

Esta primeira colecção da VirguCase é totalmente produzida em Portugal e “feita à mão com as técnicas da encadernação tradicional e artesanal“, explica Artur Azevedo, notando que trabalha com “vários artesãos e oficinas“. Mas, se estas peculiares capas apostam em métodos ancestrais, “também incorporam alguma tecnologia e inovação“, explica o seu criador.

Usamos a microssucção para segurar o iPad. É uma tecnologia extraordinária que consiste, literalmente, em milhões de ventosas em miniatura que seguram o iPad em segurança, sem adesivos. Sem adesivos significa sem resíduos pegajosos. Usamos sensores para que, quando abrimos a VirguCase, o iPad é activado instantaneamente e quando é fechado o iPad é automaticamente desactivado“, aponta Artur Azevedo ao Flagra.pt.

A partir deste 10 de Outubro, as capas da VirguCase estarão à venda no site da empresa – www.case.pt. Também está previsto que sejam vendidas no Mercado da Saudade, em Braga, na PontoSagres, em Aveiro, e na loja do Museu Colecção Berardo, em Lisboa.

Artigos Relacionados

1 comentários

Post a new comment

Veja também