Cláudia Vieira fala sobre a separação de Pedro Teixeira: “Foi muito duro”

0

Cláudia Vieira foi a convidada do programa ‘Alta Definição’, apresentado por Daniel Oliveira.

Numa entrevista intimista, a bela atriz falou abertamente da separação de Pedro Teixeira e da filha Maria. Foi no início de 2014 que um dos casais mais acarinhados dos portugueses anunciou a separação, apanhando muitos de surpresa.

Sobre a mediática separação, Cláudia Vieira confidenciou a Daniel Oliveira a necessidade que sentiu em tornar a decisão pública: “As pessoas querem muito saber de nós e a nossa relação era uma relação pública. Nasceu de uma série de televisão em que as pessoas viram a nossa história a crescer e acompanharam o crescimento, enquanto atores, enquanto história de amor. Viram tudo a acontecer. Então eramos um casal muito acarinhado, muito querido, logo tínhamos a necessidade de falar sobre a separação. E depois, porque é insuportável perguntarem coisas sobre o teu futuro, em entrevistas e tudo o mais, e tu seres totalmente falsa, que foi uma coisa que eu tive de ser. E essa falsidade é-me difícil, foi-me difícil mante-la”, acrescentando “Tinha uma urgência em expor que eu e o Pedro já não estávamos juntos. Mas queria só fazê-lo quando tivéssemos certeza”.

Sobre os quatro meses que aguardaram para assumirem a separação, a atriz revela “Foi extremamente duro. Foi aí que tive contacto com o que é uma angústia extrema, porque era angustiante. Era fingir que estava tudo bem. Era uma descoberta de tudo, emocional gigante e depois fingir para a Maria também“.

A separação também foi comunicada à pequena Maria cerca de 4 meses depois, pouco antes do comunicado oficial, justificando “Foi duro, porque uma separação de uma relação de 9 anos, provoca sempre estragos na nossa vida e só quando se percebeu que, sim, sem dúvida nenhuma, isto chegou a um fim. Esta história não é um fim que daqui a 6 meses estamos a tentar dar a volta. Temos consciência do passo que estamos a dar e queremos dá-lo. É que decidi comunicar”.

Foi a própria atriz, depois de não conseguir conciliar com Pedro, a achar melhor ter uma conversa com a filha, onde contou da separação à pequena Maria: “Eu estava a conduzir, ela estava na cadeirinha atrás. Disse ‘Maria a mamã tem uma coisa para te contar. A mamã e o pai deixá-mos de ser namorados’ e ela ‘Deixaram de ser namorados?’, ‘Sim deixámos de ser namorados, a partir de agora, o pai vai ter a casa dele, a mãe vai estar na mesma casa onde nós vivemos e tu vais estar um tempo com a mãe e um tempo com o pai'”. Questionada ao “porquê?” da filha, enquanto tentava encontrar as palavras para responder à menina, foi a própria Maria a dizer “É a vida”.

Sobre o luto da separação, Cláudia Vieira confessou “Acho, que nem a mim própria dei espaço para esse luto, sabes? Eu acho que me refugiei nos meus, falei bastante com os mesmos, com os meus. Para também já não ter tanta necessidade de falar com outras pessoas”. Apesar de tudo, a atriz tira o lado positivo desta situação “Eu acho que tudo na vida, acontece para um bem, mesmo uma separação”.

Questionada por Daniel Oliveira, se considerava a separação um fracasso, a atriz confirmou “Sem dúvida. A parte que eu tinha enquanto família. Eu gostava muito que a Maria tivesse irmãos com o mesmo pai e com a mesma mãe. E foi alguém que eu investi, eu e o Pedro, durante os 9 anos que tivemos juntos e que de repente não deu certo. Por isso representa um fracasso, sim.”

Sobre a filha Maria, a atriz confessa ter “Um amor maior do que tudo. Um amor maior do que a minha vida e é assustador”.

Artigos Relacionados

Sê o(a) primeiro(a) a comentar

Veja também

Joana Freitas assume novo namorado

Refeita após a separação de Francisco Alves, a modelo volta a encontrar o amor Joana Freitas está novamente apaixonada. Discreta quanto à sua vida pessoal, ...