Inspire-se! Saiba qual o presente favorito dos portugueses

0

Aproxima-se a altura de pensar na lista de desejos para este Natal, mas também no que oferecer aos amigos e familiares. E embora em 2018 haja uma diminuição na intenção de oferecer presentes, as peças de vestuário, os perfumes e as prendas monetárias estão na lista dos mais desejados para esta quadra, de acordo com o inquérito realizado pelo Observador Cetelem. Nos presentes a oferecer, além do vestuário são mencionados produtos culturais (como livros e cd’s) e brinquedos.

O vestuário continua a liderar nas prendas que os consumidores mais desejam receber (35%), seguido de perfumes (29%) e dinheiro (21%). Numa análise por regiões, nos grandes centros urbanos (Lisboa e Porto) os desejos de prendas dos inquiridos estão mais dispersos. Na Área Metropolitana de Lisboa, vestuário (32%), dinheiro (29%), perfumes (23%) e vinho/outras bebidas (20%) reúnem as preferências. No Grande Porto, perfumes (51%), vestuário (42%), relógios e joias (25%) e dinheiro (23%) são os maiores desejos. De destacar ainda, os telemóveis e smartphones, com 1/5 das escolhas dos residentes no Sul de Portugal e no Grande Porto. Os produtos culturais, como livros e cd’s, não são especialmente destacados, com apenas 14% no total nacional.

Contudo, em 2018 parece haver uma diminuição na intenção de oferecer presentes de Natal, com 84% dos inquiridos a confirmá-lo. Uma quebra acentuada de 11 pontos percentuais face aos 95% no ano passado.

O que oferecer?

Quanto ao tipo de presentes que os portugueses planeiam oferecer, o vestuário mantém-se como preferido, com cerca de 57% das referências, seguido dos brinquedos (47%) e produtos culturais (44%). Numa análise mais detalhada, em Lisboa e no Porto o vestuário e os produtos culturais são aqueles que mais se encontram nos planos dos inquiridos (65% e 59%, respetivamente, em Lisboa; 74% e 65%, respetivamente, no Porto).

Destaque, ainda, nestas duas cidades, para os brinquedos, com 56% das escolhas na AML de Lisboa e 61% na do Porto, e os acessórios de moda, com 42% das intenções na capital e 59% na maior cidade do Norte.

Nas restantes regiões do país, o vestuário é unanimemente referido mais vezes como a prenda a comprar (68% no Norte, 65% no Centro e 67% no Sul).

No Norte de Portugal, os produtos culturais foram referidos por 55% das pessoas, enquanto os brinquedos foram destacados por 52%. No Centro, perfumes e relógios tiveram menção por 45% dos residentes na região, e produtos culturais, brinquedos e acessórios de moda tiveram 43% de respostas. Por fim, no Sul, mais uma vez os produtos culturais (61%) e brinquedos (54%) foram os produtos referidos imediatamente a seguir ao vestuário.

//Flagra

Artigos Relacionados

Sê o(a) primeiro(a) a comentar

Veja também

Débora Monteiro nega gravidez

Atriz esclarece que não está de bebé Uma imagem com dois corações, partilhada por Débora Monteiro nas redes sociais, levantou algumas suspeitas por parte dos ...