Procuram-se pedreiros: salário de 1200 euros por semana

Frank Vincentz / wikimedia

O Reino Unido anda à procura de pedreiros em Portugal para ganharem 1270 euros por semana! As empresas de construção civil britânicas não conseguem encontrar mão-de-obra qualificada no país e procuram assim trabalhadores no estrangeiro, oferecendo o dobro do salário habitual.

O jornal Daily Mail fala da “severa falta de mão de obra qualificada” na Grã-Bretanha e repara que essa circunstância inflacciona os salários. Assim, um trabalhador da construção civil pode ir para o país ganhar 200 libras (cerca de 254 euros) por dia, o dobro do ordenado normal diário que ronda as 100 libras (à roda de 127 euros).

Emprego de sonho: NASA oferece 18 mil dólares por 70 dias na cama

“Portugal tornou-se um ponto activo para os construtores enquanto as empresas de energia estão a contratar engenheiros espanhóis”, refere James Hick, um elemento da empresa de recrutamento Manpower, citado pelo Daily Mail.

“Há uma severa falta de mão de obra qualificada na Grã-Bretanha – pedreiros, canalizadores, electricistas, engenheiros mecânicos, motoristas de pesados. Onde pagavam 500 libras por semana no início do ano, estão agora a pagar 1000 libras por semana perante a procura dessas competências”, acrescenta ainda James Hick.

Segundo dados da Manpower a que o mesmo jornal teve acesso, uma em cada três grandes construtoras de Londres já teve que rejeitar propostas de trabalho por causa da falta de mão de obra especializada.

Não espanta que os britânicos se virem para o nosso país à beira-mar plantado, cuja taxa de desemprego é “de longe maior” do que a do Reino Unido, conforme sublinha o Daily Mail. Além disso, o jornal repara que o salário anual médio em Portugal ronda as 10 mil libras (menos de 13 mil euros), enquanto no Reino Unido é de cerca de 26,500 libras (à roda de 33,5 mil euros).

Cão ganha 12 mil euros por mês como modelo de roupa

Recentemente, o governo britânico levou a cabo em Portugal uma grande campanha de recrutamento de enfermeiras. E ao país chegam diariamente inúmeros imigrantes, nomeadamente oriundos da Europa de Leste, de países como a Polónia e a Ucrânia, para trabalharem em diversas áreas de actividade.

O mesmo jornal tinha noticiado há cerca de um mês que a maior empresa de sanduíches da Grã-Bretanha tinha sido forçada a contratar na Hungria, para poder dar resposta às suas necessidades de produção.

Perante estas notícias, está em polvorosa em terras britânicas o debate em torno da necessidade de apostar mais na formação de profissionais para estas áreas que têm falta de mão-de-obra especializada. Também se agudizam as críticas ao actual sistema social britânico que, segundo alguns, incentiva as pessoas menos qualificadas a viverem confortavelmente dos subsídios sem terem que trabalhar.

Artigos Relacionados

26 comentários

  1. Vanderleyc cabral 13 Fevereiro, 2017 at 22:31 Responder

    Oi gostaria muito de trabalhar em Portugal sou pedreiro há mais de 20 anos tenho 44 anos casado tudo de pedreiroim chame 55 11981543786

  2. Diego 13 Abril, 2017 at 04:57 Responder

    Gostaria de tá si culificardo pra trabanha em Portugal sou pedreiro e não tenho ner um finho tenho 28anos e tenho facudade sou formado augai aí mude uma oportunidade

  3. cicerronni pereira alves 23 Abril, 2017 at 23:31 Responder

    trabalho como pedreiro em todas as areas mais a minha especialidade e acabamemto como acemtamento porcelanato e ceramicas

Post a new comment

Veja também