17.º MOTELX – 12 a 18 SET – Primeiros destaques da Programação

0

A estreia europeia do novo filme de Gabriel Abrantes, Brandon Cronenberg como convidado de honra, quatro novos filmes com olhares femininos, o multipremiado “Estranho Caminho” de Guto Parente, o 50.ª aniversário de “O Exorcista”, o cruzamento com o Festival GUIÕES, o YouTube microCURTAS MOTELX e uma sessão surpresa com a FilmTwist, são algumas das primeiras novidades da edição deste ano.

Na passada quarta-feira, na Sala 3 do Cinema São Jorge, foram apresentadas as primeiras novidades da 17.ª edição do MOTELX. Como sempre, é este o espaço nobre lisboeta que se transforma no epicentro de um dos maiores símbolos do terror em Portugal, e no mundo, e que, este ano, acontece de 12 a 18 de Setembro. Entre estreias absolutas, convidados especiais, surpresas e parcerias de programação, o Festival vai estar, durante sete dias, em constante sintonia com a contemporaneidade, mas também com momentos históricos e fundamentais no assegurar do presente e na contaminação do futuro que se prevê brilhante para o cinema de género, nacional e internacional.

Uma das primeiras grandes confirmações é a estreia europeia de “A Semente do Mal” de Gabriel Abrantes, o novo e muito aguardado filme realizado por um dos maiores talentos do cinema português. Outros destaques são os do incendiário “Propriedade” do brasileiro Daniel Bandeira; o francês “Vincent Must Die” de Stéphan Castang, e o vencedor da Semana da Crítica de Cannes 2023, o malaio “Tiger Stripes”.

Mas há mais películas aterrorizantes a serem mostradas pela primeira vez em Portugal e a representar a selecção oficial do Festival: a segunda longa de Jennifer Reeder, apresentada em Berlim, “Perpetrator”; “My Animal” de Jacqueline Castel, uma visão feminina de um clássico do terror canadiano; o australiano “Run Rabbit Run” com a actriz de “Succession” Sarah Snook; e o regresso a David Farrier de “Tickled”, com o novo documentário/thriller a partir da investigação de um fait-divers em “Mister Organ”.

“Infinity Pool”, o mais recente e estrondoso filme de Brandon Cronenberg, chega em exclusivo ao MOTELX, assim como chega o próprio. À exibição deste body horror meets science fiction, a sua terceira longa-metragem, aqui em versão director’s cut, juntam-se ainda o primeiro, “Antiviral”, e o inédito “Possessor”. 
Com uma obra própria muito forte, o filho de David Cronenberg prova que merece destaque em nome próprio, integrando o naipe de novos valores do cinema de terror, do qual fazem parte Ari Aster, Robert Eggers ou Jordan Peele. O Festival dedica-lhe uma merecida retrospectiva integral e convida-o para uma masterclass.

No que a clássicos diz respeito, o MOTELX tem o prazer de comemorar o meio século do obrigatório “O Exorcista”, de William Friedkin, essencial para muito do cinema de género que surgiu depois, com a projecção da cópia restaurada 4K, numa das Sessões Especiais. Outra está reservada para a estreia da 1.ª Sessão Surpresa do Festival, em parceria com a FilmTwist.

Continuando a celebrar filmes de culto, garantidos estão “Tarde Demais” (Portugal, 2000), de José Nascimento, escrito em co-autoria com João Canijo, “Serpiente de Mar” (Espanha, 1985), o último filme de Amando de Ossorio, filmado na costa portuguesa, e a película centenária “Os Olhos da Alma” de Roger Lion. Estas três obras compõem a secção Quarto Perdido, em parceria com o FILMar – programa operacionalizado pela Cinemateca Portuguesa-Museu do Cinema, no âmbito do Mecanismo Financeiro Europeu EEAGrants 2020-2024, que tem por missão restaurar e digitalizar cinema relacionado com o mar.

2023 é também o ano que o YouTube se alia ao MOTELX apostando na secção microCURTAS. Até 23 de Agosto, estão abertas as inscrições para o Prémio YouTube microCURTAS que desafia a submeter filmes até 2 minutos, produzidos em telemóvel, tablet ou webcam. Nesta edição, a feroz categoria proporciona três novos prémios monetários – Melhor microCURTA, Menção Especial e Melhor Trailer YouTube Shorts (para quem concorrer com o trailer da sua microCURTA) – e uma sessão de YouTube training, abordando regras, truques e ideias para a monetização de conteúdos na plataforma.

Ainda no campo das novidades, o MOTELX associa-se pela primeira vez ao GUIÕES – Festival do Roteiro e da Língua Portuguesa para apresentar uma programação paralela dedicada ao argumento e à formação para a produção de cinema de terror no país, através de pitchingsmasterclassesworkshops, debates e sessões de filmes. “The Witch” de Robert Eggers é aqui apresentado pelo seu produtor Rodrigo Teixeira que vem a Lisboa desenvolver um workshop de produção. Nesta aventura conjunta, atribui-se também um novo galardão dedicado a argumentos de longas-metragens ainda não produzidas: o Prémio MOTELX GUIÕES – Melhor Argumento Português, cujo deadline para apresentação de propostas terminou em Junho.

A SectionX para terror experimental continua a ser aposta ganha que, à parte da habitual seleçcão de curtas, conta pela primeira vez com uma longa-metragem: a britânica “Home Invasion” apresentada na última Berlinale.

As três salas do Cinema São Jorge escondem também o Lobo Mau, o programa dedicado ao público mais jovem. A animação “Perlimps” (Brasil, 2022), de Alê Abreu, é um dos filmes destaque.

//Flagra

Artigos Relacionados

Sê o(a) primeiro(a) a comentar

Veja também

19ª edição da ANIMar está a chegar

De 2 de março a 8 de junho, a Solar – Galeria de Arte Cinemática e o projeto FILMar, da Cinemateca Portuguesa, apresentam a 19ª edição da ANIMar: uma viagem visual ...