Primeira Obra – O primeiro filme na área da ficção, de Rui Simões, realizador do Bom Povo Português

0

40 anos depois regressa também às salas de cinema documentários como o Bom Povo Português e Deus Pátria Autoridade, que marcaram a carreira do cineasta

‘Primeira Obra’ é o mais recente filme do realizador Rui Simões que chega às salas de cinema no próximo dia 25 de abril, sendo esta a sua primeira longa-metragem na área da ficção. Com distribuição da Real Ficção, teve a sua estreia mundial na última edição do Festival IndieLisboa. A chegada deste filme às salas de cinema portuguesas vem comemorar o 50ºaniversário do 25 de Abril, assim como os 50 anos de carreira de Rui Simões e o seu 80º aniversário. Almada, Aveiro, Braga, Coimbra, Covilhã, Espinho, Estarreja, Faro, Funchal, Leiria, Lisboa, Montemor-o-Novo, Montijo Ponta Delgada, Porto, Setúbal, Tomar, Viana do Castelo e Viseu são as cidades que vão receber a ‘Primeira Obra’.

Abril será ainda marcado pelo regresso às salas de cinema de documentários que marcaram a carreira do cineasta. 40 anos depois é possível revisitar Deus Pátria Autoridade e Bom Povo Português.

‘Primeira Obra’ é também um filme autobiográfico, uma vez que tem como ponto de partida o anterior filme do realizador. Retrata a história de um jovem investigador luso-descendente, Michel que chega de câmara na mão para pesquisar a Revolução por cumprir. Traçando paralelismos com a contemporaneidade, mapeia as formas em que o filme ‘Bom Povo Português’ reflete o país inserido na Europa. Em conversa com Simão, histórico cineasta, Michel procura respostas para o seu filme. Ao conhecer Susy, activista do ambiente, percebe que o amor é o caminho. Como sempre, a vida e o cinema misturam-se.

Sobre esta obra, Rui Simões refere que ”Uma das minhas preocupações na realização desta minha primeira longa de ficção foi tentar casar realidade e ficção, na esperança de um final feliz. O cinema conta sempre uma história de amor, por vezes também de luta de classes”.

//Flagra

Artigos Relacionados

Sê o(a) primeiro(a) a comentar