Iva Domingues estava ao lado de Ângelo Rodrigues quando este acordou do coma

0

Iva Domingues esteve recentemente na Rádio Comercial à conversa com Rui Maria Pêgo e Ana Martins para o podcast “Era o que faltava”, onde entre os vários temas falou sobre o ex-namorado Ângelo Rodrigues e de como foi acompanhar de perto o agravamento do seu estado de saúde e recuperação.

Recordando o problema grave de saúde que afetou o ex-namorado no final do verão do ano passado, a apresentadora revelou “Estávamos a trabalhar juntos… Foi tudo muito divertido. Porque nós tínhamos estado afastados, literalmente, geograficamente. Ele tinha-me visitado uma vez e ficou lá e ficou em minha casa (referindo-se a Los Angeles, Califórnia)”, começa por dizer.

Depois de um namoro de seis anos, a apresentadora deixa claro que se manteve a amizade “Somos amigos, mas não estávamos tão próximos. Portanto, com o trabalho ficámos outra vez próximos, divertimo-nos imenso e então voltou a haver uma proximidade, não romântica. E há muito carinho e há uma espécie de amor, que se transforma… Os que amamos continuamos a amar só que de forma diferente”.

Quando ficou a par do estado crítico do ator, a apresentadora confessa “Foi muito violento, foi muito desgastante… fiquei desfeita na altura. Porque houve momentos em que eu não sabia se ele ia sobreviver… houve um dia, especificamente um dia em que tudo dependia desse dia basicamente e então foi um pesadelo… foi horrível. Uma pessoa que tu amaste e ainda amas de outra forma… a impotência que tu sentes. A frustração de não poderes fazer nada”.

Dado sentimento forte que ainda os une, a apresentadora acompanhou de perto a evolução do estado de saúde do ator e estava presente no preciso momento em que “ele acordou, eu estava lá. E percebi que ele estava acordado porque ele mexeu-se, apertou a mão… reagiu a uma pergunta minha. Portanto, era real ele estava mesmo a acordar. Ele estava a voltar para o lado de cá. Eu achei sempre isso, ele esteve do lado de lá e voltou para o lado de cá. Esse lado não sei onde é que é, mas senti isso. Houve uma altura em que eu senti que se calhar ele não estava ali e depois senti que ele já estava ali”, afirma.

Depois de todos os dias e horas de angústia, Iva Domingues confessa “Quando ele acordou… toda eu era um sentimento único. Eu só tinha um, nós geralmente temos vários sentimentos ao mesmo tempo. Eu naquele momento era a felicidade pura… Toda eu era felicidade. Não havia espaço aqui dentro para mais nada… Acenderam-se as luzes todas cá dentro, eu estava toda apagada e, de repente, acenderam-se o geral… Depois foi vê-lo regressar devagarinho”.

Iva Domingues continua a acompanhar de perto a recuperação de Ângelo Rodrigues e, como a própria refere, “Foi uma pessoa que fez parte da minha vida que gosto muito e estive lá para ele como sei que estarei lá para as pessoas que amo… Eu tenho as minhas pessoas e essas elas sabem. Eu sou esse tipo de amiga”.

Oiça a entrevista completa aqui.

//AR

Artigos Relacionados

Sê o(a) primeiro(a) a comentar

Veja também